INTERBUSS | Porque transporte é vida! | Página principal Missão e valores Anuncie! | Ônibus de Campinas

 AMAZONAS | Passageiros não se incomodam com vendedores dentro de ônibus em Manaus

Por: Notícias Portal InterBuss / Portal InterBuss
Com cerca de quatro anos após a aprovação da Lei nº 1.779/2013, que proíbe qualquer tipo de comércio inconveniência ou mendicância no interior de ônibus do transporte público, usuários afirmam que não consideram o ato incômodo. A Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU) afirma que atua através de queixas de usuários e que são poucas as denúncias feitas ao órgão.
Para a estudante universitária Vitória Almeida, 18, é compreensível que as pessoas vendam produtos em transportes público. “Eu entendo como uma forma de trabalho querendo ou não. Se eles não têm uma oportunidade de emprego, eu não tenho nada contra, é claro que o barulho incomoda, mas não tenho nada contra, eu entendo”, afirma a estudante.
O vendedor ambulante Francisco Lima, 35, que trabalha há 15 anos na área, afirma que é possível ter um sustento com o dinheiro de suas vendas. “Eu me sustento com esse dinheiro das minhas vendas. Eu já vendi na Ponta Negra, no Centro e vários bairros. Hoje, eu vendo em alguns ônibus e passo por alguns problemas por causa dessa lei, eu acho que essa lei imprensa o povo, por- que pessoas que tentam trabalhar dignamente são forçadas a desistir disso e voltam para o que era antes, ou seja, voltam a roubar ou assaltar”, disse.
Funcionários do transporte público, que segundo a lei podem impedir a entrada de vendedores ambulantes do interior do veículo, alegam que os vendedores usam o trabalho para ter um tipo se sustento. O cobrador de ônibus José Silva, 55, diz que a venda nos ônibus ajuda as pessoas a enfrentarem momentos de crise.
“Tem alguns que tiram o sustento das suas famílias, eles dizem que é dali que eles sobrevivem e que o desemprego está grande e eles estão sobrevivendo dessa renda. Eu já vi até pessoas idosas vendendo bombons para enfrentar o desemprego, que está altíssimo. Eu já vi que os próprios motoristas não denunciam os ambulantes como uma maneira de ajudá-los”, afirma.
Sobre a Lei nº 1.779/2013
A lei municipal nº 1.779/2013 foi aprovada em 17 de outubro de 2013 e consta que o motorista de transporte público pode impedir as atividades de vendedores ambulantes, pessoas embriagadas e pessoas inconvenientes que estiverem no interior do veículo.
A Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU) afirma que atua a partir de denúncias dos usuários, que devem ligar para o número 118, informando a linha, horário, data, número de ordem ou placa do ônibus para que sejam tomadas as providências.

• Com informações do D24AM.


 VEJAMAIS


INTERBUSS | Porque transporte é vida! | Página principal Missão e valores Anuncie! | Ônibus de Campinas