Vereadora apresenta projeto que obriga uso de GPS nos ônibus municipais de Goiânia

Vereadora apresenta projeto que obriga uso de GPS nos ônibus municipais de Goiânia

13/02/2018 0 Por Notícias Portal InterBuss

• Com informações do site Mais Goiás.

A vereadora Tatiana Lemos (PcdoB) apresentou na Câmara Municipal de Goiânia projeto de lei que obriga a utilização de Sistema de Posicionamento Global (GPS) nos ônibus operados por concessão do poder público municipal. De acordo com a proposta, as empresas concessionárias do transporte coletivo deverão implantar e manter o sistema em todos os veículos da frota como ferramenta de controle e segurança.

Ainda segundo a matéria, os equipamentos deverão ser monitorados pelas próprias concessionárias do transporte coletivo de Goiânia e disponibilizar um aplicativo para o acompanhamento pelos usuários, em tempo real,  da localização de cada veículo, com a respectiva identificação da linha em que opera no momento. As informações deverão possibilitar a visualização de todos os ônibus que circulam em cada linha ao mesmo tempo.

“No nosso entendimento, além de comodidade ao usuário sobre a localização do ônibus, esta iniciativa se caracteriza como importante ferramenta de segurança, pois os agentes de segurança do Município poderão desenvolver ações mais efetivas por saberem, em tempo real, de eventuais ocorrências de assaltos, furtos e outros tipos de violência nos trajetos”, destaca a vereadora Tatiana Lemos. “Da mesma forma, acreditamos que o sistema intimidará ações criminosas no interior dos coletivos”, acrescenta.

A proposta visa, conforme sustenta a parlamentar, efetivar uma estratégia que, dentre as já utilizadas, possa otimizar o tempo para os usuários do transporte coletivo na Capital, na medida em que eles saberão, antecipadamente, o itinerário e os pontos da linha que utilizarão, bem como a localização dos veículos, os horários e informações extras sobre outras linhas disponíveis para o trajeto. “É contribuir para a segurança de passageiros e motoristas, bem como para a eficiência dos serviços públicos”, arremata Tatiana.