INTERBUSS | Porque transporte é vida! | Página principal Missão e valores Anuncie! | Ônibus de Campinas

 Motoristas de Sorocaba paralisam atividades após ameaça feita pelo prefeito

Por: Notícias Portal InterBuss / Portal InterBuss

• Com informações do G1 Sorocaba.




Motoristas do transporte público de Sorocaba (SP) paralisaram as atividades na tarde desta segunda-feira (14) para protestar contra o prefeito José Crespo (DEM).

De acordo com o Sindicato dos Rodoviários, os veículos foram levados para o Parque das Águas a partir das 17h. A previsão é de que o serviço fosse retomado às 20h, após uma assembleia.

Agentes de trânsito da Urbes fecharam o trânsito em um trecho da Avenida Dom Aguirre e orientam os motoristas a fazerem um desvio. Um grupo de manifestantes também interditou as duas faixas da avenida Afonso Vergueiro, em frente ao terminal de ônibus Santo Antônio.

Funcionários da Urbes fecharam a entrada do Terminal Santo Antonio e os passageiros foram impedidos de entrar no local.

Segundo o sindicato, o motivo do protesto é uma ameaça que o prefeito Crespo teria feito a motoristas da linha 31-Cajuru durante a manhã. Conforme o sindicato, Crespo ameaçou os motoristas de demissão por justa causa por não parar em pontos de ônibus.

Ainda conforme o sindicato, acompanhado de servidores, o prefeito teria fotografado os motoristas e os acusado de não parar em todos os pontos, mesmo com os ônibus lotados.

Uma passageira ouvida pelo G1, que pediu para ter a identidade preservada, disse que o prefeito estava acompanhado de dois assessores quando fez a ameaça. “Disse que ele deveria parar em todos os pontos, mas o ônibus estava lotado.”

A Urbes, empresa pública responsável pelo transporte na cidade, informou que, durante uma fiscalização, o prefeito cobrou um motorista para que parasse nos pontos e, assim, atender aos passageiros. A empresa afirma que Crespo vai novamente fiscalizar o serviço, mas que determinou à Urbes uma adequação no volume de ônibus na linha do Cajuru.

Em nota enviada à imprensa, o sindicato afirma que a superlotação dos ônibus é resultado da diminuição de 20% nos horários de viagens feita pela administração municipal.

No documento, segundo o sindicato, consta um pedido de divulgação das imagens registradas pelas câmeras dos ônibus e que são de responsabilidade da Urbes.

O Sindicato dos Rodoviários afirmou que o departamento jurídico acionou o Ministério Público do Trabalho e protocolou uma denúncia de assédio moral.



 VEJAMAIS


INTERBUSS | Porque transporte é vida! | Página principal Missão e valores Anuncie! | Ônibus de Campinas