Viação Princesa Tecelã compra ônibus usados de Jundiaí para repor frota em Americana

Viação Princesa Tecelã compra ônibus usados de Jundiaí para repor frota em Americana

15/05/2018 0 Por Notícias Portal InterBuss

• Com informações do jornal O Liberal.




Operando em Americana com menos ônibus que o exigido pelo contrato de concessão do transporte público, a VPT (Viação Princesa Tecelã) colocou em circulação nesta segunda-feira novos coletivos. Até a última sexta-feira, conforme mostrou o LIBERAL, a empresa rodava com 67 ônibus, enquanto o contrato exige 80. A compra, segundo a VPT, foi para reforçar o transporte, mas a empresa não informou quantos foram comprados e nem se, com eles, passou a cumprir o contrato. Sobre esse não cumprimento, pela segunda vez, a Utransv (Unidade de Transportes e Sistema Viário) não deu explicações ao tema.

As reclamações em relação ao transporte começaram após a adoção do sistema radial, que segundo a empresa, é mais econômico, e deveria ser mais ágil. Entretanto, entre os passageiros, os relatos são de poucos coletivos para atender a demanda e ônibus lotados. Quando o sistema entrou em funcionamento a empresa contava com 59 coletivos, e depois, com as reclamações passou a 67. O aditamento do contrato de concessão, de 2016, prevê a circulação de 80 ônibus, mas a empresa alega que esse número não se aplica à realidade atual.

Nesta segunda-feira, passaram a circular pela cidade alguns coletivos de cor amarela, com a inscrição SITU, que é o sistema de Jundiaí. Segundo a VPT, eles foram comprados para reforçar a frota e serão adequados ao padrão de cor do município. A reportagem questionou durante toda a segunda-feira quantos são os ônibus novos, mas não houve resposta.

A reportagem do LIBERAL questionou a Prefeitura de Americana na última sexta e também nesta segunda sobre o fato de a VPT operar atualmente com menos ônibus que o exigido em contrato, e se alguma providência seria tomada, mas a Administração tornou a não responder.

Em nota, o secretário adjunto e autoridade municipal de trânsito, Eraldo Camargo, apontou que “uma avaliação está sendo feita pela prefeitura para verificar se o novo sistema implantado pela empresa está funcionando dentro das expectativas”, e que os ônibus novos fazem parte de “um reforço que a empresa está empenhando para atender as necessidades”.

“Todo o processo de mudança e implantação está em desenvolvimento no município para que possa ser avaliado e modificado, se necessário. Tudo está dependendo deste novo sistema”, afirmou o secretário adjunto por meio da assessoria de imprensa.