Grupo da Peugeot aumenta capacidade de produção de SUVs na Europa

Grupo da Peugeot aumenta capacidade de produção de SUVs na Europa

06/06/2018 0 Por Notícias Portal InterBuss

•  Com informações da assessoria da PSA.




A ofensiva de produto, lançada no âmbito Core Model Strategy do plano “Push to Pass”, conduziu ao recente lançamento de 11 modelos SUV pelas cinco marcas do Groupe PSA: Peugeot, Citroën, DS Automobiles, Opel e Vauxhall. Essas gamas representaram 250 mil emplacamentos para o Grupo na Europa no primeiro trimestre de 2018, como consequência do forte aumento da sua participação no segmento, com um total de 16,9% das vendas de SUVs nessa região no início de 2018.
No fim de março, o Grupo tornou-se um dos líderes do segmento e a ofensiva segue em frente, com o lançamento do Citroën C5 Aircross na Europa no mês de setembro.

A fim de apoiar o desenvolvimento rápido e constante das vendas, mantendo sua agilidade industrial, que é um forte impulsionador de desempenho, o Grupo decidiu aumentar sua capacidade de produção na Europa utilizando todos os recursos e ativos disponíveis:
• A produção do Citroën C5 Aircross tem início em Rennes (França), paralelamente à do Peugeot 5008.
• Consequentemente, havendo saturação das capacidades da planta de Rennes, o Peugeot 5008 também será produzido em Sochaux (França), complementando progressivamente a produção do Peugeot 3008 e do Opel Grandland X, a partir de março de 2019.
• Em paralelo à saturação das capacidades da planta de Sochaux, o Opel Grandland X passará gradativamente a ser montado na Alemanha, em Eisenach, a partir de meados de 2019.
Esses lançamentos industriais virão acompanhados de um nível de investimentos adequado, que permitirão que cada fábrica produza com excelentes condições em termos de desempenho, volume de atividade e qualidade.
Essa repartição da produção entre as fábricas, possibilitada pelos planos de desempenho, se fará em conformidade com os compromissos do acordo “Nouvel Elan pour la Croissance” (“Novo Impulso para o Crescimento”), assinado em julho de 2016 por cinco dois seis sindicatos franceses, e manterá um nível de produção de cerca de um milhão de veículos na França. Esse regime industrial também leva em conta os acordos negociados com os parceiros sociais na Alemanha, no âmbito do plano de desempenho da Opel / Vauxhall.
Yann Vincent, Vice-Presidente Executivo Industrial & Supply Chain, disse: “Essa repartição da produção de veículos entre as fábricas demonstra que o desempenho econômico é essencial para assegurar um nível de atividade industrial adequado ao longo do tempo. Nosso dispositivo industrial ágil e ampliado, graças à aquisição da Opel, permite satisfazer a demanda crescente de nossos clientes por SUVs”.
Michael Lohscheller, CEO da Opel – Vauxhall, acrescentou: “O fato de a produção do Grandland X ter sido atribuída à planta de Eisenach demonstra a vontade do Groupe PSA de investir na Alemanha, assim como sua confiança na Opel. Essa decisão ajudará em nossa ambição de nos tornarmos rentáveis, eletrificados e globais”.