Motorista de ônibus é detido após agredir passageiro no interior de Minas Gerais

Motorista de ônibus é detido após agredir passageiro no interior de Minas Gerais

18/07/2018 0 Por Notícias Portal InterBuss

• Com informações do G1 Zona da Mata MG.




Um motorista de ônibus urbano de 44 anos foi detido após agredir um passageiro de 54 anos em Leopoldina. O caso foi registrado pela Polícia Militar (PM) como lesão corporal nesta terça-feira (17).

G1 entrou em contato com a Viação Leopoldinense solicitando um posicionamento sobre o caso e aguarda retorno.

De acordo com as informações do Registro de Evento de Defesa Social (Reds), a equipe estava em patrulhamento quando viu o ônibus da Linha 6, que faz o trajeto Pedro Brito-Nova Leopoldina parado na Avenida Expedicionários, no Bairro Bela Vista.

Ao checar porque passageiros desciam correndo do coletivo, os policiais encontraram o passageiro caído com escoriações e o motorista exaltado. Na frente da PM, o motorista desferiu dois socos na cabeça da vítima. Ele recebeu imediatamente voz de prisão por lesão corporal.

A vítima foi atendida e medicada na Casa de Caridade Leopoldinense, segundo a ocorrência.

Várias versões

A cobradora relatou que solicitou à vítima que cedesse o lugar a uma mulher que embarcou no ônibus e foi prontamente atendida. Ela seguiu trabalhando e percebeu que o motorista parou o coletivo e se atracou com o homem, mas ela não sabia informar o motivo da agressão.

Já o passageiro contou que, por estar acompanhando a mãe de 78 anos, chamou a atenção do motorista que estaria correndo muito. Segundo a vítima, o profissional não gostou, o agarrou e o jogou no meio da rua. Ele bateu com a cabeça no meio fio e, em seguida, foi agredido com socos no rosto.

A mãe da vítima confirmou aos policiais a versão contada pelo filho e disse que ele sofre de doenças mentais, inclusive já tendo sido internado.

O motorista alegou que parou o ônibus porque o homem não teria atendido ao pedido da cobradora para trocar de lugar e fingiu não estar ouvindo. Após o passageiro o xingar, ele afirmou que perdeu a cabeça e o agrediu.

Todos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil, onde foram ouvidos e o motorista assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) se comprometendo a comparecer à Justiça quando solicitado.