Ataques sistemáticos à ônibus da ViaSul chama a atenção em São Paulo

Ataques sistemáticos à ônibus da ViaSul chama a atenção em São Paulo

10/10/2018 0 Por Notícias Portal InterBuss

• Com informações do Jornal Metro.

A depredação de 15 ônibus no mesmo local, ocorrida na madrugada de terça-feira (9), com pedras e bolinhas de gude, já seria um caso de chamar a atenção. Mas o episódio na avenida Ragueb Chohfi (zona leste) foi apenas um de uma série que já vem acontecendo desde agosto e soma ao menos 155 coletivos vandalizados.

A forma de ataque é sempre semelhante: quando os ônibus estão saindo da garagem da Via Sul na avenida, por volta das 5h, ou chegando para serem recolhidos, mais de meia-noite, os vândalos aproveitam a concentração de veículos a caminho da garagem ou saindo ao mesmo tempo dela e atiram bolinhas de gude e pedras com estilingues, atingindo vidros de vários deles.

Segundo a SPUrbanuss, entidade que reúne as empresas de ônibus da cidade, o custo de um para-brisa de ônibus articulado fica em torno de R$ 4.500, e o vidro lateral desse mesmo coletivo, com colagem especial, cerca de R$ 1.500. Foram, segundo a associação, 140 casos de agosto a 6 de outubro, mais os 15 de ontem.

Tanto a SPTrans quanto a SPUrbanuss informaram que os atos de vandalismo são comunicados à polícia. No caso específico dos ataques em série aos ônibus da Via Sul, a entidade informou que foram registrados nos DPs 49º e 54º. Questionada se os ataques deixaram passageiros sem transporte, a SPTrans informou que as empresas têm reserva técnica para a operação.

A SPUrbanuss disse que, além dos boletins de ocorrência, pediu ao batalhão da PM (Polícia Militar) para reforçar o policiamento.

Segurança

Procurada, a SSP (Secretaria da Segurança Pública) disse que o policiamento segue reforçado pela PM nas principais vias da região. “Ficou estabelecido que as equipes de patrulhamento ficarão em contato constante com representantes da empresa.” Informou ainda que o 54º DP está investigando os danos a 125 coletivos registrados em 18 BOs.