Ônibus fretado que levava garis tomba na BR-020 e deixa uma pessoa morta

Ônibus fretado que levava garis tomba na BR-020 e deixa uma pessoa morta

18/02/2019 0 Por Notícias Portal InterBuss

O ônibus fretado que se envolveu no acidente que matou uma passageira e deixou outras 18 pessoas feridas no domingo (17), na BR-020, está sem autorização para circular há um ano e quatro meses. De acordo com o DFTrans, a última licença venceu em 8 de outubro de 2018 e não 2017, como informado anteriormente.

A Secretaria de Mobilidade informou que a pendência gerou impacto na qualidade do transporte. Por isso, o ônibus não poderia estar circulando.

“Como a empresa estava com a autorização vencida desde 08/10/2017, a Sufisa [Subsecretaria de Fiscalização] não tinha como realizar vistoria no veículo, uma vez que o mesmo não poderia estar em operação.”

Segundo o órgão público, o transporte de passageiros é liberado apenas quando a empresa solicita – o que não foi o caso da Cooperativa de Transportes e Mobilidade do Município de Santo Antônio (Cootram), contratada pela Sustentare para transportar os funcionários.

No entanto, por nota, o DFTrans disse que a empresa de ônibus não presta serviço para o governo.

A Sustentare informou que havia 23 pessoas no veículo. Questionada sobre a licença vencida, a empresa disse que cobra da cooperativa a documentação exigida. O G1 não conseguiu contato com a cooperativa.

No ônibus, estavam garis da Sustentare que trabalham para o Serviço de Limpeza Urbana (SLU). Os funcionários voltavam de um plantão em Brasília e seguiam para Planaltina.

Segundo o Corpo de Bombeiros, a maior parte dos passageiros sofreu ferimentos leves, e dois casos mais graves foram levados para o Hospital Regional de Planaltina.

O acidente

Testemunhas contaram ao G1 que o veículo capotou, por volta das 13h, e caiu às margens da pista. O acidente foi no km 18 da BR-020, que liga o DF a Goiás.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, ao aproximar de um radar de velocidade, “o motorista freou, e como a pista estava escorregadia, o veículo saiu da pista, caindo na ribanceira”.

Vítimas

Em nota, a Secretaria de Saúde do DF informou que duas vítimas do acidente deram entrada no hospital em “estado grave”.

A pasta afirma que oito passageiros foram classificados com a pulseira amarela, que indica “menor gravidade”, e mais 12 pessoas classificadas como “verde” recusaram o transporte para o hospital.

Já, segundo informações do Corpo de Bombeiros, o motorista do ônibus – identificado pelas iniciais J.H.S.G, de 51 anos – também ficou ferido e foi encaminhado ao hospital. Os militares afirmaram que no momento do atendimento, ele estava “consciente e orientado”.

Segundo a Sustentare, às 19h17 de domingo, todas as vítimas já tinham recebido alta do hospital.

As informações são do G1.