Ônibus escolar fica com a roda presa em ponte de madeira em Mato Grosso

Ônibus escolar fica com a roda presa em ponte de madeira em Mato Grosso

06/03/2019 0 Por Notícias Portal InterBuss

Um ônibus escolar ficou preso em uma ponte de madeira próximo ao vilarejo Branca de Neve em Confresa, a 1060 km de Cuiabá, na segunda-feira (4).

No momento do acidente, estava apenas o motorista, que não se feriu. O condutor pediu às duas crianças que estavam no veículo que descessem durante a travessia na ponte, já temendo riscos.

De acordo com Ivanilson Gomes de Freitas, secretário de Obras e Infraestrutura do município, o ônibus que estava levando as crianças para a escola caiu em buraco aberto na estrutura de madeira.

Ônibus transporta alunos de comunidade rural — Foto: Thaísa Santana/ Olhar Alerta

Ônibus transporta alunos de comunidade rural — Foto: Thaísa Santana/ Olhar Alerta

As fortes chuvas registradas recentemente contribuíram para a degradação da ponte. O veículo foi retirado da vala por máquinas da prefeitura.

No momento do acidente, estava somente o motorista no veículo, pois as duas crianças que estavam indo para a escola desceram do veículo a pedido do motorista e atravessariam depois que o ônibus cruzasse a ponte.

Ivanilson disse ao G1 que a ponte está sendo reformada nesta quarta-feira (6) e que o município possui cerca de 1.500 pontes de madeira.

Ponte está em estado precário  — Foto: Thaísa Santana/ Olhar Alerta

Ponte está em estado precário — Foto: Thaísa Santana/ Olhar Alerta

As pontes são reformadas e construídas com madeira doada pelos produtores rurais e fazendeiros da região. No entanto, a falta de madeira disponível tem prejudicado a execução das obras, segundo o secretário.

O secretário disse que desde 2016 já foram construídas cinco pontes de concreto, 150 pontes de madeiras, 68 bueiros e reformadas 50 pontes de madeira.

Situação precária prejudica os alunos da região — Foto: Thaísa Santana/ Olhar Alerta

Situação precária prejudica os alunos da região — Foto: Thaísa Santana/ Olhar Alerta

As informações são do G1.