Casal transforma ônibus em lanchonete em São Gonçalo/RJ

Casal transforma ônibus em lanchonete em São Gonçalo/RJ

14/07/2019 0 Por Notícias Portal InterBuss

Quarta-feira à noite. Uma fila de pessoas espera para subir em um ônibus estacionado na Praça da Trindade, em São Gonçalo. Para os passageiros desse coletivo, o destino é o que menos importa. Eles estão interessados mesmo é no cardápio oferecido lá dentro. Trata-se do Food Bus, um ônibus transformado em lanchonete, na mesma linha dos já conhecidos food trucks. A novidade chegou há três meses na região e caiu nas graças dos clientes.

A ideia foi do empresário Luiz Claudio Santos, de 38 anos, que a colocou em prática com sua mulher, Ivanice Castro, de 40, à frente da cozinha. Após trabalhar por duas décadas em um supermercado, Luiz Claudio decidiu abrir um food truck para complementar a renda. O empreendimento deu certo, mas precisava de um diferencial para se destacar.

 

– Muita gente indicava os nossos hambúrgueres artesanais com maionese temperada, então, vinham pessoas de outros lugares para nos conhecer mas acabavam ficando em outros food trucks da praça, que passaram a trabalhar com o mesmo produto. A gente precisava de um diferencial — explica Luiz Claudio.

O empresário pensou em comprar um caminhão ou uma van, mas acabou fazendo o food truck em um ônibus convencional. Ele mesmo idealizou a adaptação do coletivo, que tem uma cozinha na parte de trás e cinco mesas no interior, com quatro cadeiras cada. Também há cadeiras fora do ônibus, mas os clientes disputam para comer dentro do coletivo.

— Um dia vimos a fila de gente esperando para entrar nele e ficamos curiosos para conhecer. Então, esperamos para subir também. Foi logo na inauguração. Desde então, a gente vem toda semana apreciar — conta o militar Edrick de Oliveira e Silva, de 22 anos, que estava acompanhado de Laís Fernandes da Silva, de 21.

Os segredos

O ambiente do ônibus chama atenção, mas o que faz os passageiros voltarem para o Food Bus é a variedade do cardápio e o tempero especial dos ingredientes. São oferecidos mais de 60 sanduíches, com valores que variam entre R$ 6 a R$ 28.

Do lado de fora do ônibus, um cavalete traz opções exóticas: são os especiais do mar. Dentre os hambúrgueres oferecidos, estão o X-Mexilhão, o X-Bacalhau e o X-Frutos do Mar. Quem preferir encarar um X-Tudo tradicional, de carne bovina, pode optar por um sanduíche com até cinco carnes.

Segundo os donos do negócio, os que fazem mais sucesso são o X-Costela, que é artesanal, e o X-Camarão. Mas o toque especial, afirma Luiz Claudio, está no tempero.

— O nosso segredo está na pasta verde, preparada com 12 tipos de temperos. Além disso, a cebola também é temperada e o cliente pode optar por quatro tipos de maionese temperada — diz Luiz Claudio.

Frequentadora de carteirinha do Food Bus, Aline Tavares, de 34 anos, afirma que já experimentou todos os sabores do coletivo.

— Eu tenho dois filhos e venho quase todos os dias aqui. Acho que foi uma das melhores coisas que fizeram em São Gonçalo. Já provei e aprovei todos os hambúrgueres — diz ela.

Coletivo comprado pela internet

Antes de ser usado como lanchonete, o ônibus pertencia à viação Colombo e carregou passageiros no sistema BRT de Curitiba. Comprar o coletivo não foi difícil, segundo Luiz Claudio. A transação foi feita pela internet.

— Vi um anúncio de uma pessoa aqui do Rio que tinha adquirido o ônibus para usar em um parque de diversões, mas desistiu da ideia. Fiz uma visita e já levei a trena, pois queria saber se dava para fazer o Food Bus — diz Luiz Claudio, que prefere não contar qual foi o custo da adaptação do coletivo: — Foi um trabalho ousado, mas não foi um investimento alto porque eu fiz 90% do trabalho. Só contratei uma pessoa para cortar e soldar, o resto ficou comigo.

A ideia deu certo. O Food Bus funciona de quarta-feira a domingo, das 19h à 1h da madrugada. Nos fins de semana, o coletivo fica com lotação máxima a noite toda.

Do Jornal Extra.