Niterói reajusta tarifa do transporte urbano para R$ 4,05 a partir deste sábado

Niterói reajusta tarifa do transporte urbano para R$ 4,05 a partir deste sábado

11/07/2019 0 Por Notícias Portal InterBuss
Pegar ônibus na cidade de Niterói ficará mais caro a partir da meia-noite deste sábado. Após uma decisão de prefeitura, o valor das passagens de todas as linhas passará de R$ 3,90 para R$ 4,05. O aumento de 3,8% foi autorizado pela Secretaria de Urbanismo e Mobilidade, Controladoria e Procuradoria Geral do Município. O reajuste já era previsto em um contrato de concessão de transportes públicos assinado em 2012.
No ano em que o contrato de concessão foi assinado, Niterói tinha três valores diferentes para nos coletivos: R$ 2,75 para ônibus regulares, R$ 3,30 para veículos com ar-condicionado e R$ 3,50 para ônibus da Região Oceânica. Em 2013, foi realizada uma unificação das tarifas. Os ônibus que circulavam entre a Região Oceânica e a área central de Niterói, além das Zonas Sul e Norte, tiveram seus valores tarifários reduzidos de R$ 3,30, R$ 3,10 e R$ 3,05, respectivamente, para R$ 2,95.
O novo decreto que determina o aumento das passagens também amplia a meta de ônibus com ar-condicionado para 95% da frota, principalmente para veículos que circulam pela Zona Norte da cidade. Segundo a prefeitura, o último reajuste foi feito em 2017. Apesar de o contrato estipular oito reajustes, o município só autorizou quatro correções pelo IPCA, segundo informou.
Apesar da promessa de novas melhorias, o aumento não faz sentido para algumas pessoas que utilizam o transporte. É o caso da estudante Giovanna Mendes, de 21 anos. Ela explica que esses reajustes não são mais justificáveis porque Niterói é uma cidade com distâncias pequenas a serem percorridas, além de não haver organização nos horários dos coletivos.
“A passagem de um ônibus de rota municipal, em uma cidade não tão grande como Niterói, passar de R$4, pra mim é um absurdo! Além disso, o esquema de horários é muito bagunçada. Às vezes o mesmo ônibus passa cinco vezes de uma vez só, já em horários de pico demoram muito tempo e ainda chegam lotados, sem lugar nem pra respirar”, criticou.
Victor Gabry, também de 21 anos, estudante de jornalismo da UFF, elogiou o trânsito de Niterói e disse que ele foi pensado para que a população deixe os carros em casa e prefira o transporte público.
“Se dificulta pra quem tem carro, facilita pra quem pega transporte público, e termina gerando um ambiente que favorece esse transporte”, conta. No entanto, ele também é contrário ao reajuste: “Como aumentaram a clientela do transporte público, não acho que deva se aumentar o preço”, destaca.
As informações são do O Dia.