Comissão vai investigar acidente com ônibus escolar que matou uma aluna no interior do Acre

Comissão vai investigar acidente com ônibus escolar que matou uma aluna no interior do Acre

20/08/2019 0 Por Notícias Portal InterBuss

A Secretaria de Educação, Cultura e Esportes (SEE) montou uma comissão de sindicância para apurar as irregularidades na permissão de uma viagem, onde um acidente com o ônibus escolar, matou uma aluna na BR-364, interior do Acre, no último dia 12.

O ônibus seguia para Cruzeiro do Sul com três equipes de basquete que iriam disputar a final do Jogos Escolares no município. O acidente matou a estudante do Colégio Acreano Kelly Pereira, de 15 anos.

Duas professoras foram nomeadas para trabalhar na comissão. O decreto de nomeação foi publicado no Diário Oficial do Acre (DOE), desta segunda-feira (19).

O secretário de Educação, Mauro Sérgio da Cruz, explicou que as servidores têm 30 dias para apresentar relatório com as informações levantadas no processo de apuração. Após isso, a SEE vai abrir um processo administrativo interno.

“Os envolvidos diretamente no processo de seleção do condutor foram afastados para que a sindicância possa trabalhar com imparcialidade. A partir disso, vamos esperar que a sindicância concluía para que a gente possa abrir processo administrativo interno dependendo das sanções que serão dadas para todos os que se envolveram no processo”, reafirmou.

Envolvidos afastados

Na quarta (14), o governo do Acre determinou o afastamento de todos os envolvidos no processo de escolha, seleção e autorização da viagem. Em nota, o governador Gladson Cameli afirmou que houve falhas inaceitáveis durante o processo.

Cruz confirmou que três pessoas foram afastadas após o acidente. A SEE garantiu que os nomes dos envolvidos devem ser publicados no DOE ainda esta semana.

“Precisamos fazer nosso trabalho, porque houve realmente algum tipo de negligência”, acrescentou.

Investigação

O delegado Lindomar Ventura, responsável pelas investigações, apura se o motorista do veículo está com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa. Ao G1, nesta segunda, Ventura falou que ainda não tem a confirmação de irregularidades no documento do motorista.

“Solicitamos essas informações, mas ainda não recebi. Estou esperando as informações oficiais do Detran”, confirmou.

As informações são do G1.