Motorista agredido por ciclistas em Curitiba diz que só tentou se defender e alertar sobre os perigos da prática

Motorista agredido por ciclistas em Curitiba diz que só tentou se defender e alertar sobre os perigos da prática

27/08/2019 0 Por Notícias Portal InterBuss

Um motorista do transporte público de Curitiba ficou com ferimentos no rosto e na cabeça após ser agredido por um grupo de ciclistas. O caso aconteceu na tarde deste domingo (25), quando o biarticulado da linha Centenário/Campo Comprido passou pela estação-tubo Bruno Filgueira, no bairro Bigorrilho.

A suspeita da Polícia Militar (PMPR) é que pelo menos dez pessoas estariam “pegando rabeira” (segurando na parte traseira e lateral do ônibus). É proibido a circulação de bikes nas canaletas de uso exclusivo dos ônibus da capital paranaense.

Com isso, o motorista desceu do ônibus para pedir que os ciclistas saíssem da traseira do veículo. Entretanto, ele acabou acabou sendo agredido por pelo menos três integrantes do grupo, que ainda quebraram as lanternas do veículo.

“Eu desci e fui lá alertar eles. Foi quando um se exaltou e falou: ‘depois que leva tiro na cabeça, a família vai chorar’. Aí começaram as agressões. Eu tentei me defender, mas eram muitos. Só protegi minha cabeça”, desabafou ele, sem querer ser identificado.

“O pessoal do ônibus que estava ali, umas sete pessoas, desceram do ônibus e o cobrador do tubo me acudiram. Se não, acho que não teriam parado”, completou ele.

Mesmo ferido, o motorista seguiu viagem até a Praça Rui Barbosa. Chegando na estação-tubo, entrou em contato com a empresa responsável pelo transporte coletivo em Curitiba e relatou a ocorrência. Ele acabou sendo substituído e levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Sítio Cercado para receber atendimento médico.

Há 16 anos dirigindo ônibus em Curitiba, o motorista ressalta que as pessoas precisam se conscientizar sobre a prática de ‘pegar rabeira’.

“É a vida deles que está em risco. Eu só estou dirigindo. A gente tenta coibir isso aí, mas eles não entendem”, finalizou.

O Sindicato das Empresas de Ônibus de Curitiba (Setransp) ressalta que é proibido circular de bicicleta nas canaletas de uso exclusivo dos ônibus e afirma que “já vem alertando as autoridades sobre esse problema com ciclistas” e que “vai reforçar o pedido para que sejam tomadas ações efetivas, a fim de que esses episódios não voltem a ocorrer”. 

Já a Urbanização de Curitiba (Urbs) destacou que a Guarda Municipal procura inibir atitudes perigosas, como ciclistas que, além de estarem na canaleta exclusiva para ônibus, tentam pegar carona na traseira do veículo.

As informações são do Paraná Portal.