Incêndio criminoso destrói 22 ônibus da empresa Falcão Real/São Luiz, no interior da Bahia

Incêndio criminoso destrói 22 ônibus da empresa Falcão Real/São Luiz, no interior da Bahia

07/10/2019 0 Por Notícias Portal InterBuss

Um incêndio criminoso destruiu 22 ônibus da empresa de transporte intermunicipal Falcão Real/São Luiz, na madrugada deste domingo (6), na cidade de Jacobina, no Centro-Norte da Bahia. Ninguém ficou ferido. Este foi o segundo ataque à mesma empresa. Há 15 dias, outro ônibus foi incendiado em Miguel Calmon, cidade a 37 quilômetros de Jacobina.

De acordo com informações da Polícia Militar, um grupo de homens invadiu a garagem da empresa, que fica no bairro Tamarindo, e ateou fogo aos veículos. Quando policiais da 24ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Jacobina) chegaram ao local, os suspeitos já tinham fugido. A PM isolou a área e fez rondas na região, mas ninguém foi preso.

No entanto, de acordo com o diretor da empresa, Valdir Brito, o ataque foi praticado por uma única pessoa, que rendeu o segurança antes de queimar os veículos. Pouco depois do incêndio na garagem, houve uma tentativa de queimar mais dois ônibus da Falcão Real na BA-131, no acesso a Miguel Calmon, sem sucesso. “A gente não pode dizer que foi a mesma pessoa e também não sabe por que fizeram isso, mas já é o segundo ataque. Tem 15 dias que queimaram outro carro lá em Miguel Calmon desse mesmo jeito”, afirmou.

Com os ônibus incendiados nesta madrugada, chega a 23 o número de veículos destruídos. O prejuízo, segundo o diretor, é de R$ 18 milhões, já que os ônibus correspondem a 12% da frota da empresa e não estavam no seguro. A Polícia Civil investiga o crime.

Sem bombeiros
Apesar das chamas altas, que assustaram moradores da vizinhança por volta das 3h da madrugada, o Corpo de Bombeiros não foi acionado. As chamas foram debeladas por uma brigada de incêndio da cidade.

Imagens do local mostram, além dos ônibus totalmente destruídos sob uma cobertura bastante retorcida, outros nove veículos aparentemente intactos na parte descoberta da garagem e mais um ônibus parcialmente queimado.

A Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba) foi procurada, mas não houve resposta sobre como será feito o transporte das linhas atendidas pela Falcão Real.

De acordo com Valdir Brito, as linhas não foram prejudicadas e a empresa fez um remanejamento de veículos para atender à demanda. No site da agência reguladora constam 57 linhas sob a responsabilidade da Falcão Real, sendo 22 com partidas ou chegadas em Jacobina.

As informações são do Correio da Bahia.