• 26/10/2020

Ônibus intermunicipais da Baixada Fluminense circulam sem ar condicionado e faz passageiros passarem mal

 Ônibus intermunicipais da Baixada Fluminense circulam sem ar condicionado e faz passageiros passarem mal

Foto: Roberto Moreyra

O frescor do ar-condicionado passa longe da maioria dos passageiros que usa as linhas de ônibus municipais na Baixada Fluminense. Em Duque de Caxias e Nova Iguaçu, as duas cidades mais populosas da região, menos da metade da frota conta com climatização. Com temperatura chegando a 40 graus, os coletivos apelidados pelos passageiros de “quentões” são sinônimos de desconforto para quem precisa usar ônibus em seus deslocamentos pelas cidades.

Em Nova Iguaçu, onde apenas 30% das 81 linhas municipais têm ar-condicionado, a dona de casa Lúcia Helena, de 52 anos, usa uma espécie de kit para combater o calor nos coletivos. Usuária da linha Nova Iguçau x Cabuçu, ela estava ontem aguardando o ônibus, no ponto final da linha, com uma toalha que cobria parte de sua cabeça. Uma outra era usada para enxugar o suor. De quebra, ela levava ainda com ela uma garrafa com água e gelo, estrategicamente guardada em uma bolsa.

— Só assim para amenizar o calor. Moro no Bairro Três Marias e nennhum carro desta linha tem ar-condicionado. Quem dera tivesse! É muito quente dentro do ônibus. Uso sempre este kit . E se sentarmos no ônibus, do lado que bate o sol, estamos sujeitos até a derreter de calor — brinca a dona de casa.

Segundo a Prefeitura de Nova Iguaçu, a estimativa é que, até o fim do ano, pelo menos 40% da frota esteja climatizada.

— Na licitação feita em outros governos, não foi prevista a climatização. Estamos convencendo os empresários de que quanto mais conforto, mais passageiros terão nos ônibus — diz o prefeito Rogerio Lisboa.

Em Caxias, a situação é ainda pior. Da frota usada nas 56 linhas, apenas 20% conta atualmente com ar-condicionado.

Segundo a prefeitura, este número subiu 5% em 2018, durante o governo do prefeito Washington Reis.

Falhas no serviço são investigadas

O baixo índice de climatização nos ônibus municipais já está sendo discutido na Justiça. O Ministério Público (MP) informou, ontem, que a 1ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva do Núcleo de Duque de Caxias, responsável pelos municípios de Belford Roxo, Duque de Caxias e São João de Meriti, instaurou um inquérito civil que apura falhas eventuais na prestação do serviço de transporte coletivo. Entre elas, condições de conforto que incluem ausências de ar-condicionado.

O MP, no entanto, não forneceu detalhes do inquérito, ainda em fase de investigação. Já a Prefeitura de Duque de Caxias disse que, de acordo com a legislação vigente, os empresários não têm obrigação de climatizar os ônibus. Apesar disso, o município enfatizou que as empresas têm atendido as solicitação de aumentar o número de veículos com ar-condicionado. E que não deverá ocorrer aumento da tarifa.

Em Nova Iguaçu, o secretário de Transportes, Leonardo Callijão, confirmou que tem se reunido com empresários do setor de trasnporte de passageiros para tratar da climatização, e que as empresas estão se comprometendo a atender os pedidos feitos pelo Município.

Procurado, o Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Nova Iguaçu (Transônibus) emitiu uma nota sobre o assunto. “As empresas que atuam nas linhas municipais de Nova Iguaçu vêm investindo espontaneamente em ônibus com ar-condicionado, com o objetivo de oferecer um maior conforto aos clientes, apesar da climatização não ser uma exigência prevista no contrato de concessão”, diz, na nota.

As informações são do jornal Extra.

Notícias Portal InterBuss

Leave a Reply


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/odc/portalinterbuss.com.br/wp-includes/functions.php on line 4669

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/odc/portalinterbuss.com.br/wp-content/plugins/really-simple-ssl/class-mixed-content-fixer.php on line 111