• 29/10/2020

Empresas de ônibus concedem desconto na tarifa de algumas linhas no Rio de Janeiro

 Empresas de ônibus concedem desconto na tarifa de algumas linhas no Rio de Janeiro

Ônibus que circulam por Campo Grande, na Zona Oeste do Rio, estão fazendo promoção no valor da passagem. O valor da tarifa municipal é R$ 4,05, mas para o valor pago em dinheiro a cobrança é de R$ 2,90. A prática é considerada ilegal pela Secretaria Municipal de Transportes.

Imagens feitas pelo RJ1 mostram o fiscal anunciando e o valor promocional fixado na janela ônibus. “É R$ 2,90; é promoção”, anunciava.

Alguns passageiros ficaram revoltados com a situação. “Acho que se é R$ 4,05 tem que ser R$ 4,05 pra todos. O que adianta ser R$ 2,90 e R$ 4,05 para quem paga em cartão?”, questionou a manicure Priscila Rocha.

O fiscal Ronaldo Alves diz que a prática é ordem do dono da empresa, para competir com as vans, que cobram mais barato que os ônibus. “Ela passa assim… que o patrão conversou com a prefeitura, entendeu, conversou com a prefeitura, tá calçado, e o valor da passagem vai ser esse ai, 2,90”, afirmou Ronaldo.

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-RJ) afirmou que vai cobrar uma explicação sobre a diferença do valor cobrado.

“Se nós temos um valor tão gritante, a diferença entre o valor pago através do cartão e o valor pago através do dinheiro, como é que se está controlando esse valor? por que esse desconto tão grande? como fiscalizar esse desconto? pra onde tá indo esse dinheiro?”, questionou.

A linha 821 (Campo Grande-Corcundinha), além de campeã de reclamações no 1746 da Prefeitura, é uma das linhas que contava com a promoção. Passageiros estavam revoltados com os problemas, como falta de ar condicionado, a falta de janelas e a péssima limpeza dos veículos.

“Você paga pra andar no conforto no lixo, praticamente é um lixo”, afirmou um passageiro. “O preço da passagem vai só aumentando e as condições para os passageiros são péssimas”.

“Tudo empoeirado, a condição dos ônibus está precária. Fora que não tem cadeira, não tem espuma. Você entra no ônibus, procura cadeira com espuma e a metade não tem”, reclamou outro.

Respostas

O consórcio Santa Cruz disse que vai notificar a empresa responsável por essas linhas para que elas esclareçam esse valor da tarifa, e disse que a cobrança inferior a R$ 4,05 é uma “decisão individual da empresa” e pode ser considerada como uma “tentativa de sobreviver à concorrência das vans clandestinas que atuam principalmente na Zona Oeste do Rio.”

A Secretaria Municipal de Transportes disse que a empresa que cobra tarifa abaixo do determinado e sem autorização deve ser multada, e que já aplicou cerca de trinta multas aos consórcios por esse motivo. A secretaria também disse que fiscaliza os consórcios para verificar as condições da frota e a frequência das linhas.

As informações são do G1.

Notícias Portal InterBuss

Leave a Reply


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/odc/portalinterbuss.com.br/wp-includes/functions.php on line 4670

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/odc/portalinterbuss.com.br/wp-content/plugins/really-simple-ssl/class-mixed-content-fixer.php on line 111